Férias na fazenda

Quando chegam as férias pensamos como iremos nos divertir indo no shopping, ficar na internet ou ir à praia, mas nas férias de Marcela já era outra coisa:

- Mãe para onde iremos viajar nessas férias? Sua mãe Vânia disse com voz alta e clara:

- Iremos para a casa de sua tia Mariani, lá na fazenda, vai ser muito divertido. Marcela não queria ir para a fazenda e respondeu:

- Mas mãe... Na fazenda é chato e não tem ninguém pra eu brincar só a minha irmã a Melina que só tem cinco anos.

- Têm seus primos o Alexandre, a Melissa e o Jefferson, eles têm quase a mesma idade que você.

- Ok, lá tem internet?

- Você não vai levar nem celular nem notebook, você vai se divertir sem isso. Não teve jeito eles foram a mãe, o pai e Melina e Marcela, chegando a fazenda todos se cumprimentaram e foram almoçar, na mesa não tinha nada que Marcela gostasse, mas por educação ela pegou um pouco de arroz e um pedaço de frango. Após o almoço Alexandre e Melissa chamaram Marcela para passear pela fazenda:

- Marcela vamu dá uma vorta, digo volta pela fazenda? Alexandre vendo que ela não iria aceitar então completou a frase da irmã:

- Vai ser bem divertido e é melhor que ficar aí que tem muito mosquito. Marcela aceitou e eles foram para o estábulo ver os animais, ela se impressionou muito com o que tinha visto já que aquilo ela só via na TV, também contaram que lá perto tinha um lago e que eles podiam nadar lá depois.

Enquanto estavam andando pelo meio do mato encontraram uma menina desesperada pedindo por socorro, eles vendo que ela estava muito machucada perguntaram o que havia acontecido e Isabela, era o nome dela, respondeu:

- Aqui é muito perigoso, eu vi um macaco e ele me arranhou me mordeu, foi horrível e ai eu me perdi dos meus pais e não sei nem onde estou e tenho a sensação do que estou sendo perseguida, será que é o macaco?

- Há quanto tempo você está perdida? Perguntou Melissa

- Há uns três meses...

- Como você sobreviveu? Perguntou Alexandre

- Estamos em um lugar cheio de árvores frutíferas e aqui chove às vezes então foi meio que fácil. Todos se espantaram com a horrível história que Isabela havia contado. Para uma garota de nove anos ela sabia se virar muito bem, mas eles não esperavam dar de cara com aquela horrível criatura na volta para casa. Marcela que percebeu e disse com voz de medo:

- Gente pa...parece que a... a Isa tava certa. Alexandre não entendendo nada disse:

- Certa como?

- O macaco ta ali. CORRE! CORRE! Todos correram e se esconderam no galinheiro com a porta bem fechada, mas não adiantou muito porque as galinhas estavam agitadas e logo o macaco começou a arranhar a porta frágil de madeira que logo caiu. Enquanto isso na casa de Mariani todos estavam estranhado à demora das crianças, então Jefferson o primo mais velho de 14 anos foi até lá procurá-los e ouviu um grito de Melissa e foi ver o que havia acontecido, vendo a correria pegou um pedaço de madeira e deu uma paulada no animal quando ele estava de costas o fazendo desmaiar.

Depois da confusão chamaram o controle de animais para levar o bugio e os pais de Isabela que moravam numa fazenda lá perto, eles se mudaram para lá com a esperança de um dia achar a filha que tinha desaparecido há três meses, percebendo a confusão foram lá ver o que havia acontecido e viram à filha, eles ficaram muito felizes por terem achado Isabela e permaneceram morando no mesmo lugar. No caminho de volta pra casa Marcela tinha adorado:

- Mãe quando nós iremos voltar para a casa da tia Mariani e visitar a Isabela?

- Você não disse que será chato e agora já está querendo voltar?

- Eu acho que me enganei, essa foi a melhor viagem de férias que eu já fiz.

 

FIM!

 

Ainda bem que meu professor de matemática é legal.

O novo professor

Em um dia que ninguém esperava que algo acontecesse veio a noticia para o 7º A: eles conheceriam o novo professor de matemática... Para você entender essa história precisa saber que existem dos tipos de alunos: Os que não gostam de matemática e os que não gostam do professor.

Na sala todos estavam imaginando como seria o professor, lá do fundo Jadson o aluno mais bagunceiro da sala estava dizendo:

- Não importa quem seja o professor, do mesmo não vou continuar gostando de matemática! Lara a mais inteligente da sala respondeu se exibindo:

- O professor com certeza vai adorar ter uma aluna inteligente como eu, é claro! Do nada chegou um homem que tinha o tamanho de um jogador de basquete e a pele branca como uma folha de papel dizendo:

- Olá, eu sou Faberson serei o novo professor de matemática. Foi só ele dizer isso que Jadson caiu na gargalhada:

- Ha ha ha, que nome de mau gosto ha ha ha. Só foi ele terminar de rir que o professor de um grito mais alto que os gritos da professora Sandra de Educação Física:

- REPITA O QUE VOCÊ DISSE! AGORA! Todos ficaram assustados, Jadson ficou paralisado de medo não conseguia nem falar... No lanche a fofoca se espalhou rapidamente e todos comentavam:

- Eu acho que ele é um vampiro pela cor da pele. Disse Marina que estava quase surda, pois sentava perto de onde o professor estava. Lara respondeu:

- Bobeira! É claro que ele é estranho, mas não é pra tanto né? Jadson ouvindo a conversa das meninas se intrometeu dizendo:

- Quem topa achar um podre do pssor pra nóis encrencarmos ele? O Juninho já aceitou e vocês?

- Claro que aceito, também não fui com a cara desse professor. Tininha, a mais faladeira da sala, aceitou na hora. Marina também e conseguiu convencer Lara.

Depois da aula viram o professor saindo com um carrão, nem parecia que era dele. Faberson estava pegando alguns livros e sem perceber deixou um papel cair, quando ele saiu Tininha foi correndo ver o que estava escrito, era o seguinte:

“Por favor, me ajudem meu nome é Mirella fui sequestrada o endereço do local que estou é Rua Rosa D’água nº 37, não chamem a polícia senão eu morro”

- Puxa quem será que sequestrou a tal de Mirella? Disse Jadson, Lara respondeu:

- Isso eu não sei, mas acho que o prof. Achou e ta querendo ajudar... Juninho falou:

- É óbvio... QUE NÃO! Só pode ser o pssor que fez isso! Ele disse com aquela voz de pirralho, Juninho era o 7º, mas era pra estar no 6º ele entrou adiantado. Naquele dia eles foram a tal da rua e viram que lá tinha um galpão velho, Marina ficou morrendo de medo e disse com a voz trêmula:

- Vamos em bora, por que ta ficando tarde lá... Jadson interrompeu dizendo:

- Ó o carro do pssor ele deve estar ai! Do nada eles foram pegos por dois caras e acordaram dentro do galpão junto a uma menina de 8 ou 9 anos por aí... Tininha perguntou:

- Seu nome é Mirella? Ela respondeu um pouco confusa:

- Sim é! Quem são vocês? Juninho respondeu:

- Eu sou Juninho, aquele de boné é o Jadson, a de brincos é a Marina, a de cabelo loiro é a Tininha e a de olho verde é a Lara, resumindo somos o esquadrão classe Z!! Lara interrompeu:

- Você conhece um cara alto e pálido?

- Sim o Mister Carlo Faberson, ele sequestra crianças para vender...

- Para que? Perguntou Marina

- Algumas pra adoção outras para doar órgãos, tipo isso e vocês também vão ser vendidos.

- Dessa vez não- Disse Jadson – é o seguinte: Tininha finge que ta passando mal, Juninho arruma um jeito de subir aquela escadinha ali, Lara começa a gritar pra distrair os capangas do pssor. Eles fizeram tudo de acordo com o planejado e deu certo, e os capangas burros acreditaram em tudo e levaram um golpe na cabeça com um pedaço de madeira e Juninho conseguiu ligar para a polícia, mas Faberson os surpreenderam segurando Marina e ameaçando dar um tiro nela, mas Jadson acertou um chute e pegou sua arma e apontou para ele dizendo:

- Não se mexe pssor! Isso que se faiz é crime, tá. E eu não te perdoei por ter gritado comigo. Tininha pulou em cima de Faberson dando socos nele e dizendo:

- Eu to usando matemática agora? Eu to usando matemática agora? Logo a polícia chegou e viu a cena e prendeu Faberson e os capangas. Toda imprensa estava lá e entrevistaram as crianças que viraram os heróis de lá. Mirella encontrou os pais, foi uma cena emocionate

No outro dia entrou um professor novo no colégio, bem mais legal que o outro. O esquadrão classe Z ficou bem popular na escola.

Fim

 

 

MORAL: x = 2

Sexta feira 13

Essa foi meu avô que me contou:

O cachorro esperto

Em uma tarde cinza no Pantanal George resolveu abandonar seu pastor alemão, já que estava faltando dinheiro e o pobre cão só daria mais despesas para ele. Então no dia seguinte foi a uma floresta deixar o Pastor Alemão lá.

Um tempo depois na floresta apareceu uma onça faminta e ela viu cachorro e começou a se aproximar dele, o cachorro foi mais esperto e viu um osso perto dele e começou a mordê-lo dizendo:

- Que onça deliciosa, vou caçar outra hoje. A onça não perdeu tempo e deu no pé, mas um macaco que não foi com a cara do cachorro foi correndo dizer para a onça o que havia acontecido:

- Comadre onça esse cão te enganou, aquele era um osso qualquer não de onça... Eu vi com os meus próprios olhos, sugiro que a comadre vá dar uma lição nele. A onça ouvindo o que o macaco disse foi para o local que o cachorro estava...

O cachorro que de burro não tinha nada percebeu as intenções da onça e se virou fingindo que não tinha visto ela, e disse:

- Macaco está demorando para trazer outra onça pra mim comer, será que ele rompeu nosso trato? A onça fugiu e encontrou o macaco no meio do caminho o matou e depois o comeu. O pastor foi encontrado por uma mulher que passava lá perto, talvez até hoje ele esteja vivo.

MORAL: Seja inteligente e vire um sobrevivente.


Fim!

A ruiva do banheiro

A ruiva do banheiro

Há um tempo atrás havia umamulher que ia cantar em vários lugares, todos se impressionava com a sua voz e a sua beleza mas principalmente pela cor de seu cabelo que era um vermelho forte. Sua fama foi se espalhando e um dia a chamaram para cantar em um lugar famoso chamado:"Casa da música" ofecendo uma bela quantia pela participação.Ela foi...

Lá ela cantou belas músicas, mas quando foi descer do palco ela bateu a cabeça e começou a sangrar, a ruiva foi correndo para o banheiro lá ela morreu...Depois do desastre o local faliu e foi fechado.

Um tempo depois resolveram construir  um condomínio no local onde a cantora havia morrido e aproveitando o encanamento conservado, eles construiram o banheiro do térreo  no banheiro onde havia acontecido a morte da ruiva... lá nesse apartamento morava uma família: o pai Carlos, a mãe Crystal e os filhos Jéssica e Samuel eles viviam felizes lá mas els não sabiam o que ia acontecer em suas vidas...

Em uma noite que não tinham nada para fazer Jéssica e Samuel resolveram brincar do jogo dos desafios, ela desafiou o irmão a ficar no banheiro com a luz apagada e a porta fechada sem trancar, Samuel logo aceitou o desafio e foi lá...

No banheiro ele conseguia se olhar no espelho com a pouca luz  do poste derrepente ele percebeu que seu cabelo loiro estava ficando ruivo, ele ficou paralisado de medo, e o vermelho do cabelo foi virando sangue e o sangue foi escorrendo por seu corpo até ele vira uma poça de sangue que foi absorvida pelo piso... a irmã estranhou a demora de Samuel e foi até o banheiro, mas foi supreendida pela ruiva puxando-a para dentro do espelho estourando seu olhos, mas ela conseguiu dar um grito:

- Socorro! Os pais ouvindo isso foram correndo para o  banheiro, mas só encontraram a ruiva que começou a persegui-los. Crystal se trancou no closet do lado do banheiro, mas ela ficou olhando para um sapato vermelho que a hipnotizou e do nada a ruiva saiu de lá a puxou Crystal para dentro do sapato. O marido de Crystal, Carlos ficou escondido na cozinha mas a ruiva apareceu ecom um estalo de dedos fez ele entrar por vontade própria no espelho...

Alguns dizem que ela resolveu ir para outros banheiros, será que um dia ela chegará no seu?

[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]



Meu Perfil
BRASIL , Sudeste , SAO PAULO , VILA CISPER , Mulher , de 12 a 15 anos , Livros , Casa e jardim , TV